• Immeasurable

UM FRUTÍFERA PRIMAVERA EM COMUNIDADE

Notícias do retiro de três meses para jovens no Brasil



“Meu desejo é que mais jovens tenham a oportunidade de ser apoiados e elevados por esse tipo de trabalho. É um bom remédio para todo o mundo. ” Kushla, 2019 Participante


A gratidão é uma prática, uma conseqüência de uma profunda visão. A gratidão pode ser o fio brilhante de pertencimento que nos lembra esse planeta / universo vivo. Para todos que ajudaram e apoiaram essa exploração de aprendizado; especialmente Jangchub Reid, Tarchin Hearn, Susana e Paulo, Ana Paula Ueti e os financiadores, sua gentileza é o combustível que levou a centelha ao reino da manifestação. Nós aspiramos oferecer algo bonito e corajoso ao mundo; um retiro mais longo e acessível para nutrir e equipar jovens adultos com tempo para incorporar verdadeiramente as habilidades e ferramentas oferecidas a nós através das realizações contemporâneas do Dharma. A todos que ajudaram, OBRIGADO.


Então, aqui você se encontra no limiar de se misturar com esta história. Achamos que é uma boa história para conhecer e compartilhar. Trata-se de jovens encontrando refúgio de uma maneira contemporânea, enfrentando a questão de como viver bem em uma terra discutivelmente problemática?



Tarchin compartilhando conhecimentos durante a escola, aberto à Comunidade Brasileira

Essas são novas expressões de jovens capazes, criativos, compassivos e confiantes, com posição e voz. Todos nós nos banhamos em beleza e ficamos confusos com as dificuldades. Descamando peles com as cobras, cantando músicas em tendas com xamãs e inspirados pela visita do Tarchin. Durante o tempo que passamos no Brasil, dançamos e choramos quando fomos forçados a incluir tudo no abraço do amor, visão clara e paciência. É maravilhosamente fresco e estimulante deixar a costa do conhecido e viajar para o coração do dharma nesta terra estrangeira.


Esse compartilhamento é oferecido a qualquer pessoa interessada em saber algo sobre essa exploração no coração da educação. Leia tudo, ou talvez escolha a pergunta que o anima.


O QUE É A ESCOLA?


POR QUE BRASIL?


QUEM VEIO?


O QUE NÓS FIZEMOS?


QUAIS SÃO OS RESULTADOS ATRAVÉS DAS VOZES DOS PARTICIPANTES?


O QUE ESTÁ VINDO?


O QUE É A ESCOLA?

Para quem valoriza uma história visual, aqui está um vídeo de 5 minutos.


A escola imensurável é o próximo capítulo do trabalho iniciado em Wangapeka Retreat Center na Nova Zelandia. Uma avanço natural da paixão de transmitir os dons de uma abordagem inspirada em Namgyal Rimpoché para educar seres íntegros. As sementes cresceram no Retiro para Jovens Adultos (que ofereci por vários anos com Mark Schrader e Kath Mitchell). Isso levou a outros três anos desenvolvendo o retiro chamado Bodhi Seeds novamente em Wangapeka, nos trazendo aqui, neste retiro de 3 meses, de agosto a novembro no Brasil.


O Dharma deve ser completamente universal e relevante para o viver e a vida dos seres jovens que crescem nesta época e na Terra. Tarchin ofereceu sua interpretação poética de 'Dharma' enquanto estava na escola. 'Dhar' - 'ma', 'Dhar', sugerindo uma qualidade a ser mantida ou abraçada e 'ma' significando mãe, ótima mãe ou mãe da terra. Então, quando dizemos dharma, isso poderia significar o estudo e a prática de como viver bem na intimidade deste planeta vivo e em todos os sistemas aos quais pertencemos.


Queremos dizer as pessoas o quão universal é a escola. Cultivar o dharma é ser corajoso, mergulhar no caos e ordem que a vida é, seja qual for o nome que possamos dar a essa fé. É viver nas raízes de nosso verdadeiro pertencimento; aspirando a voar bem nas asas e na ira da incerteza radical; a verdade indesejada e a falta de conhecimento que é nossa existência abençoada diária. O Dharma nos convida a questionar como podemos viver bem?, reconhecendo a verdade do conflito vivo e incompreensível ao nosso redor e em nós, e a realização inevitável da não separação que sustenta tudo o que somos e podemos saber.


Na prática a escola oferece tempo para explorar os ensinamentos oferecidos a nós por meio de palavras, visões e canções dos anciãos das tradições inclusivas de sabedoria. O fogo queimando no centro da obra é simples, mas profundo;


O que significa funcionar bem em comunidade?


PORQUE O BRASIL

Estamos cultivando um veículo capaz de dançar com as realidades da impermanência. No eco do espírito de Namgyal, estávamos na expectativa de abalar o familiar e navegar para terras estrangeiras; trocando florestas de praia por selvas tropicais, labradores por cobras, shopping centers por tamanduás e dispositivos tecnológicos atraentes por 80 dias de união nos ossos do ser.


A outra razão prática pela qual escolhemos o Brasil é que foi um desafio encontrar um local acessível para esses jovens, que dispunha dos recursos necessários para acomodação, cozinha e espaços de meditação. Cada vez mais os centros de dharma são custosos dificultando para os jovens terem recursos para pagar pelo seu custo, e também eles não conseguem oferecer espaços por mais tempo permitindo que essas práticas se integrem estruturalmente. Susana e Paulo (Anfitriões do Refúgio Paradiso, centro irmão de Wangapeka no Brasil) apoiaram nossa visão desde o início, oferecendo-nos tarifas subsidiadas e, por isso, dissemos: “sim - vamos lá!"


QUEM VEIO?

A concha soou longe e clara. Quem pode ouvir? quem virá? Dois viajaram da Nova Zelândia, um da Alemanha, um do Canadá e outra do Brasil. Quando chegou a hora de viajar para São Paulo para pegar os aventureiros, cinco rostos brilhantes em jet lag apareceram….


O QUE FIZEMOS?

Inicialmente, pensamos em oferecer um espaço que permitisse aos jovens terem 3 meses de prática. É hora de semear, brotá-las e crescer forte o suficiente para prosperar nas tempestades do mundo moderno.


Isso aconteceu, mas o que aconteceu foi muito mais. Nosso grupo principal (grupo core) de 7 pessoas abriu as portas periodicamente para a comunidade local. Nossos círculos incluíam anciãos, filhos, mães, um coro de grandes sapos cantores, guardiões ferozes de gansos, tamanduás errantes, cobras, abutres para citar alguns amigos no refúgio. Ficamos gratos por abraçar as ofertas da comunidade local, leite cru fresco da comunidade rural vizinha, vegetais orgânicos, explorações de dança de contato, jardineiros especializados... são apenas alguns dos colaboradores.

Como tal, o retiro se expandiu e contraiu, respirando ricamente em uma cornucópia de ofertas ...


Ritos contemporâneos de passagem para jovens adultos, facilitados por Jaime Howell e Eduardo Medeiros


Retiro Tocando a Terra, facilitado por Jaime Howell e Juliana Griese


Retiro de Limpeza Holística facilitado por Jangchub Reid


Exploração de duas semanas em ‘Suchness' conduzida por Tarchin Hearn com a presença alegre e solidária de Mary Jenkins e Andy McIntosh.


Concluímos com um retiro integrativo silencioso de três semanas.


OS RESULTADOS NAS VOZES DOS PARTICIPANTES


KUSHLA


A participante mais jovem. Com 20 anos, morando na Nova Zelândia, criada em comunidades. Artista, músicista, comunicadora compassiva e jovem inspiradora com muitos presentes a dar para o nosso mundo.


"Fui chamada para fazer parte da escola por uma profunda necessidade de viver de maneiras que pareçam significativas e bonitas para mim e de sentir que o que estou fazendo está trazendo mais bondade ao mundo. Vir para a escola tem sido uma porta para o aprofundamento dessa busca por uma vida significativa e bonita e me proporcionou muitas ferramentas úteis para trabalhar com os desafios diários de ser humano e cultivar maneiras hábeis de me relacionar comigo e com o mundo.

Quero expressar minha grande gratidão a Jaime e Juliana por dar sua energia para manter essas habilidades / artes vivas e compartilhá-las livremente. Um grande obrigado a todos os envolvidos em levar a cabo esse projeto e que enriqueceram nossa jornada com a presença deles. Meu desejo é que mais jovens tenham a oportunidade de ser apoiados e elevados por esse tipo de trabalho. É um bom remédio para todo o mundo."


KATE


Com 26 anos, vem de Nova Escócia, Canadá. Tipo de mulher radiante, criativa e com as mãos na terra. Uma presença sorridente e entusiasmada. Vista frequentemente andando na floresta para cumprimentar a chegada do amanhecer.


"A escola me permitiu descobrir, incentivar e florescer minhas habilidades para expandir minhas aspirações e consciência do mundo. Juliana e Jamie nos permitiram fluir e experimentar o que precisávamos em um ambiente seguro e confortável que parecia em casa. Eles criaram um programa que foi flexível e desafiador, desafiador de uma maneira saudável e apoiada.

Não sinto como "colocar sua vida em espera", mas sim tirar um tempo para respirar, entender e fazer perguntas sobre os mistérios da vida, permitindo e aceitando a importância de tocar as partes profundamente dentro de nós que muitas vezes não podemos ver ou reconciliar. Foi lindo explorar o que é ser um ser humano. Praticar e criar compaixão, em comunidade, na busca de conhecimento e relacionamento contínuos parece extremamente gratificante. Cuidando um do outro, a Terra e todas as criaturas vivas são uma progressão natural e positiva para um mundo saudável. A jornada continua, com uma visão mais clara do que mais posso oferecer ao mundo."


JULIAN


32 anos. Julian viaja pelo mundo há mais de 3 anos, explorando ecologia e dharma. Um homem forte com um coração enorme para o mundo.


"Estar aqui na Escola significou para mim viver, praticar, explorar, em uma comunidade de coração aberto. Aprendendo a falar do meu coração, sendo visto, ouvido, ouvindo profundamente, aprendendo a comungar bem e a ser vulnerável.

Essa jornada foi possível porque Jaime e Juliana criaram um espaço e trouxeram suas experiências e habilidades para que pudéssemos atravessar essa jornada sem problemas.

Fomos equipados com uma variedade de ferramentas e contemplação de vários professores experientes. Ferramentas para aprofundar e expandir nossa consciência, relembrar nossas raízes, explorar a natureza de nossa realidade e contemplar tópicos como significado, pertencimento, corpo, ecologia, comida, morte e amor.

Estar equipado com essas ferramentas enquanto vivo e sendo apoiado por uma comunidade, tendo muito tempo para praticar, me abrir, uma oportunidade maravilhosa para aprofundar o relacionamento com meu âmago, me encarar, me deixar, deixar ir, perdoar, inquirir em meus valores, capacidades, bloqueios e forças, reacender minha curiosidade, para contemplar a interconexão da vida e minha aspiração de vida e para o que quero estar a serviço.

Estou saindo desta escola com um senso de pertencer à vida, um senso de como viver e comungar bem no mundo, uma confiança em como enfrentar os desafios de nosso tempo, uma aspiração de encontrar tudo com bondade e interesse, uma apreciação mais profunda pela vida e pelos amigos no caminho.

Estou profundamente agradecido por ter tido a oportunidade de fazer parte desta escola e pelo apoio, ofertas e sabedoria que recebemos de todos os envolvidos para que esse projeto acontecesse."


PATRICIA


Com 24 anos, reside em Botucatu Brasil. Patricia se tornou nossa Tenzo (cozinheira) para o retiro. Dançarina extravagante, riso contagioso, olhos brilhantes e grande espírito de bondade. Ela escreve em inglês sua segunda língua emergente.


"Durante o período que passamos juntos, dia após dia, pudemos testemunhar e aprender a praticar um conhecimento mais profundo sobre nós mesmos, interior e exterior, e sobre esse inter-relacionamento que temos como comunidade. Através da comunicação não violenta, da escuta e do respeito significativos, também nos envolvemos em um conhecimento mais profundo do outro. Aprendemos mais sobre como entender a comunidade que vive dentro de nós, que forma a nós e a nossa vizinhança, expandindo-se para o espaço sideral, até onde nossa compreensão possa alcançar.

Praticando uma comunicação compassiva, estabelecendo um relacionamento saudável dentro de nós e com qualquer ser vivo, contemplamos a imensurabilidade da vida, as infinitas possibilidades que temos em escolher um caminho a seguir para o despertar e o desenvolvimento.

A escola nos trouxe muitas maneiras de explorar o Dharma diariamente, mostrando-nos o despertar em ação, a consciência sem apego, o apego não material, levando a uma vida mais profunda com a atenção plena. É maravilhoso como isso me ajudou a transformar, ter idéias sobre o que preciso trabalhar na minha vida e entender a essência para espalhar esses aprendizados para outras pessoas. É imensurável o quanto sou grata por ter essa oportunidade e aprender com pessoas incríveis, que me ajudaram a estar mais acordada, a ter coragem de viver essa vida, abrindo meus sentidos para valorizar mais essa interconectividade, a importância de cada ser e compreensão disto, do jeito que é, tem sido transformador."


DAN



Dan tem 27 anos, um graduado motivado de três anos de Bodhi Seeds na Nova Zelândia. Um meditador talentoso e um grande pensador lúcido. Ele faz parte de uma crescente tribo de jovens talentosos que têm a determinação e as habilidades para levar o dharma adiante.


"Em primeiro lugar, quero agradecer a todos que contribuíram de alguma maneira para tornar essa escola realidade. Dos doadores, aos seres que se juntaram a nós na comunidade na terra, aos professores que compartilharam seus presentes com todos nós. Houve seres imensuráveis ​​envolvidos no processo de criação deste curso, e sou grato por todos e tudo o que contribuiu para essa experiência.

Numa época em que as estruturas sociais são cada vez mais disfuncionais, a necessidade de novas formas de pensar e agir parece profundamente necessária. É um presente ter a oportunidade de criar uma jornada de aprendizado de três meses para uma geração mais jovem, onde o foco é o cultivo de habilidades raramente apoiadas em nossa sociedade. Habilidades no domínio da sabedoria e compaixão, aprendendo a adaptar-se e responder com habilidade a um mundo em constante mudança e a cultivar uma visão abrangente do planeta e do cosmos.

Sinto-me muito apoiado e nutrido por ter um senso de muitos seres sentindo que há grande sanidade nesse tipo de investigação, e que deram seu tempo e recursos para apoiar a mim e a outros jovens a oportunidade de ter essa oportunidade. Sarva Mangalam."


O QUE ESTÁ VINDO?

INICIAÇÕES PARA A GRANDE VIRADA…



2020 é um ano para viver a visão de comunidades saudáveis. Estamos explorando nosso lugar na grande tapeçaria da terra, nos apaixonando novamente por este nosso lar e lugar de pertencimento.


O plano para a escola em 2020 é o seguinte;


Dois retiros de um mês. O primeiro será no Brasil no Refúgio Paradiso a partir de agosto de 2020.


O segundo retiro de um mês será na Nova Zelândia em novembro de 2020.


Com base nessas bases sólidas, estamos oferecendo essas duas explorações contemporâneas acessíveis, inspiradoras, corporificadas e incorporadas do dharma universal para jovens nesta época da 'Grande Virada'. (Frase cunhada por Joanna Macy.)


Ambos os retiros oferecerão experiências de vida em uma comunidade baseada na natureza. Você aprenderá a ter tempo e apoio para incorporar a arte de viver com bondade e consciência, o que alguns podem chamar de atenção plena. Vivendo perto da terra e de suas criaturas, exploraremos a arte da peregrinação, ritos de passagem, comunicação compassiva e dança consciente, para citar apenas algumas das modalidades selvagens e criativas. Uma oportunidade de aprender e crescer com outros jovens de 20 a 35 anos.


Educação que conecta os jovens à imensurável sabedoria que é seu rito de nascimento.

Se você estiver interessado em apoiar a escola de qualquer maneira, entre em contato diretamente jaime8ju@gmail.com


Se você está sentindo o ummppph! para participar de 2020, envie um email para jaime8ju@gmail.com


Vá bem, fique bem, tenha coragem no amor e visão clara.

Visite www.immeasurable.co e www.openingminds.co.nz para obter mais informações.


Escrito por Jaime Howell,

Oferecido em parceria com Juliana Griese.

0 views
IMMEASURABLE
SCHOOL OF WISDOM AND
COMPASSION

Resourcing Young Communities for Wholesome Living

  • https://facebook.com/immeasurable8
  • White YouTube Icon
CONTACT

Aoteroa/New Zealand and Brazil

jaime8ju@gmail.com

+64 02040119025 (whatsapp)

NEWS

Join Our Mailing List. Always be the first to know about what's going on with our organization

© 2019 by Immeasurable